TRE recebe Prêmio CNJ de Qualidade na categoria ouro

No 15º Encontro Nacional do Poder Judiciário, também foram divulgadas as Metas Nacionais do Judiciário para 2022

Prêmio CNJ de Qualidade

Nesta sexta-feira (3), o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo recebeu o Prêmio CNJ de Qualidade 2021, categoria ouro, no segmento Justiça Eleitoral, com 86,09% dos pontos. O anúncio ocorreu durante o 15º Encontro Nacional do Poder Judiciário, evento realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Em 2020, o TRE-SP havia conquistado Prata. 

Após a premiação, o diretor-geral do TRE, Claucio Corrêa, celebrou. “Com todas as atividades, projetos e ações de um Tribunal da dimensão de São Paulo, estamos conseguindo realizar um excelente trabalho. Isso se deve ao esforço e dedicação de todos”.

Regina Ruffino, assessora-chefe da Assessoria de Planejamento Estratégico e de Eleições (Asspe), também comemorou. “Reconhecimento de todos os esforços que estamos fazendo para avançar em governança, estatística e qualidade da extração de dados processuais, governança de TIC, transparência, gestão documental e inúmeras outras atividades. Parabéns a todas as áreas!”

Critérios de Avaliação

A pontuação dos participantes baseia-se na avaliação de quatro categorias de critérios: Governança, Produtividade, Transparência e Dados e Tecnologia. A fim de que os critérios de avaliação considerassem os participantes de forma mais paritária, neste ano, o Prêmio CNJ de Qualidade apresentou mudanças, como a definição de parâmetros de classificação por segmento de Justiça, e não mais no modelo de ranking geral. Os tribunais que alcançam melhor colocação entre aqueles do mesmo ramo são reconhecidos pelo Prêmio CNJ de Qualidade nas categorias diamante, ouro e prata.

Objetivo da premiação

O objetivo da premiação é contribuir para o aprimoramento da prestação jurisdicional, proporcionando subsídios que auxiliem o planejamento estratégico e a formulação de metas nacionais. Além disso, a premiação também visa a estimular o desenvolvimento de mecanismos de gestão e governança, promover a transparência e a melhoria na prestação de informações e incentivar a produção de dados e a melhoria do Sistema de Estatísticas do Poder Judiciário.

Metas Nacionais do Poder Judiciário para 2022

Durante o 15º Encontro Nacional do Poder Judiciário, foram anunciadas as 12 Metas Nacionais do Poder Judiciário para 2022, cinco delas aplicáveis no âmbito da Justiça Eleitoral:

• Julgar mais processos que os distribuídos

• Julgar processos mais antigos

• Priorizar os julgamentos dos processos relativos aos crimes contra a Administração Pública, à improbidade administrativa e aos ilícitos eleitorais

• Estimular a Inovação no Poder Judiciário

• Promover a Transformação Digital – Justiça 4.0

As Metas Nacionais do Poder Judiciário representam o compromisso firmado anualmente pelos tribunais brasileiros em prol da melhoria da prestação jurisdicional, propiciando um serviço mais célere, eficiente e de qualidade à sociedade.

Últimas notícias postadas

Recentes