Eleitores ausentes devem regularizar situação para evitar cancelamento do título

Cartórios eleitorais divulgam lista de cidadãos que não votaram nem justificaram a ausência nos três últimos pleitos; regularização deve ser feita até 6 de maio

Foto referente fim do prazo para regularização do título eleitoral

No dia 20/02, a Justiça Eleitoral divulgou a lista dos cidadãos indicados como faltosos, ou seja, aqueles que não votaram nem justificaram a ausência nos três últimos pleitos. Quem estiver nessa condição tem até 6 de maio de 2019 para regularizar a situação, sob pena de cancelamento do título.

Em São Paulo, 717.653 eleitores estão sujeitos ao cancelamento. O Estado possui o maior colégio eleitoral do país, com mais de 33 milhões de pessoas aptas a votar.

Para verificar se há pendências ou se está quite com a Justiça Eleitoral, o eleitor pode consultar o site do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP)  ou ir ao cartório eleitoral mais próximo de sua residência.

Para a regularização, basta obter a guia para a quitação de multas, emitida no cartório ou pela Internet, na página do TRE-SP, pagar a multa correspondente a cada ausência e comparecer ao cartório eleitoral com o comprovante de pagamento.

O eleitor é considerado faltoso quando não vota nem justifica nos últimos três pleitos realizados (regulares ou suplementares). Nessa contabilização, cada turno é considerado um pleito em separado.

 *Cronograma*

 Os prazos para a execução dos procedimentos relativos ao cancelamento dos títulos eleitorais, bem como para a regularização da situação dos eleitores faltosos, estão previstos na Resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nº 23.594/2018.

De acordo com o cronograma, os cartórios eleitorais devem manter afixados, desde esta quarta (20), os editais contendo as listas dos cidadãos que podem ter o título cancelado em razão de ausência às urnas.

As inscrições dos eleitores que não regularizarem sua situação até 6 de maio serão canceladas entre os dias 17 e 20 do mesmo mês. Enquanto o procedimento estiver em andamento, não poderão ser feitas atualizações no cadastro eleitoral.

Em 21 de maio, as atualizações cadastrais serão retomadas. A partir do dia 24, a Justiça Eleitoral divulgará as relações dos nomes dos eleitores e o número dos respectivos títulos cancelados.

 *Impedimentos*

Conforme previsto no parágrafo 1º do artigo 7º da Lei nº 4.737/1965 (Código Eleitoral), enquanto não regularizar sua situação junto à Justiça Eleitoral o cidadão estará sujeito a uma série de impedimentos, como: obter passaporte ou carteira de identidade, tomar posse em concurso público e tomar empréstimos em  estabelecimento de crédito mantido pelo governo.

 *E-mail falso*

 E-mails falsamente atribuídos ao TSE estão circulando com orientações sobre o suposto cancelamento do título de eleitor. A mensagem não foi enviada pela Justiça Eleitoral e o conteúdo não é verdadeiro.

 A Justiça Eleitoral ressalta que não utiliza e-mail para informar eleitores sobre cancelamento de título.

 

Siga nosso twitter oficial @trespjusbr 

Curta nossa página oficial no Facebook www.facebook.com/tresp.oficial

Últimas notícias postadas

Recentes