Último dia da Semana do Meio Ambiente aconteceu nesta quarta-feira (16)

Alimentação saudável e sustentabilidade foi o tema de encerramento do evento

Semana do meio ambiente dia 3

Na tarde desta quarta-feira (16) foi realizado o último encontro do webinário Semana do Meio Ambiente, em comoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho. O tema pautado foi “Alimentação Saudável e Sustentabilidade”.

Transmitidos pelo canal do TRE-SP no YouTube, os trabalhos contaram com a mediação do assessor de Planejamento Estratégico e Eleições do regional paulista Juan José Ocampo Bernárdez. Juan, que também compõe o Núcleo de Acessibilidade e Inclusão, iniciou a transmissão se descrevendo para a audiência cega e agradecendo o apoio da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência de São Paulo, que providenciou a interpretação simultânea para Libras (Língua Brasileira de Sinais).

Poliana Espíndola Correia, nutricionista, mestra em Ciências Médicas e membra do Sustentarea, projeto do Núcleo de Pesquisa e Extensão da Universidade de São Paulo (USP), foi a primeira palestrante. Ela explorou o tema defendendo que uma dieta adequada para o século 21 é uma dieta sustentável. Apresentando dados do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC) e da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), sustentou que o sistema alimentar é “responsável por até 30% das emissões de gases do efeito estufa, a agropecuária é responsável por 80% do desmatamento global e 70% do consumo de água doce é utilizado no sistema alimentar”.

De Natal, capital potiguar, palestrou Larissa Mont'Alverne Jucá Seabra, também nutricionista, professora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), mestra em Tecnologia de Alimentos e doutora em Ciências da Saúde. Ela expôs o duplo malefício dos alimentos ultraprocessados, cujos ingredientes deixam de ser considerados alimentos, tamanha a alteração de sua configuração nutricional. Segundo expôs, a pegada ambiental envolvida em sua produção é alta, uma vez que “os processos de fabricação e distribuição desses alimentos envolvem muita gasto de energia, poluição do meio ambiente, redução de biodiversidade e comprometimento de reservas de água”. Uma alternativa para driblar seu consumo é “investir no consumo de alimentos in natura e minimamente processados”, defendeu.

A íntegra do webinário está disponível no canal TRE São Paulo, no YouTube.

Curta nossa página no Facebook www.facebook.com/tresp.oficial

Siga nosso twitter oficial trespjusbr

Siga nosso Instagram @trespjus

 

 

Últimas notícias postadas

Recentes