Partido da causa operária tem suspensas cotas do fundo partidário

Contas do exercício de 2017 foram julgadas não prestadas

Banco de sentenças

Em sessão desta quinta-feira, 28, o plenário do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo julgou as contas do Partido da Causa Operária (PCO), em relação ao exercício financeiro de 2017, como não prestadas.

De acordo com o parecer técnico, houve ausência de algumas peças essenciais para seu exame, impedindo a análise da movimentação de recursos (art. 34, §4°, inciso I da Res., TSE n° 23.464/2015). Desta forma, o partido está impedido de receber cotas do fundo partidário até a regularização.

Cabe recurso ao TSE.

Últimas notícias postadas

Recentes