Identificação biométrica

Identificação biométrica
Sua digital faz toda diferença
Cadastramento biométrico - Recadastramento Biométrico - Justiça Eleitoral
Biometria
Mão - Dedo - Computador - Leitor biométrico

Os eleitores de 85 municípios paulistas deverão comparecer aos cartórios de suas respectivas zonas para que suas digitais sejam coletadas e seus dados cadastrais revisados, de 13 de março de 2017 a 27 de março de 2018, exceto em Botucatu, Itatinga, Pardinho e Várzea Paulista, cujo prazo final é 19 de dezembro de 2017.

Já em Sorocaba, Araçoiaba da Serra e Salto de Pirapora, o prazo estipulado é de 8 de maio de 2017 a 23 de março de 2018.

O prazo de Guarulhos é de 10 de julho de 2017 até 23 de março de 2018.

O período de cadastramento biométrico em Nova Independência é de 4 de setembro de 2017 a 30 de novembro de 2017 e, em Votorantim, é de 11 de setembro de 2017 a 23 de março de 2018.

O atendimento é realizado exclusivamente por agendamento, exceto nos postos do Poupatempo com serviços eleitorais, onde o agendamento não é necessário. Verifique se a sua cidade faz parte da lista abaixo.

Nos demais municípios, embora o comparecimento ainda não seja obrigatório, a Justiça Eleitoral recomenda que os eleitores façam desde já o cadastramento biométrico, de modo a evitar as filas futuras. Não deixe para a última hora, agende logo o seu atendimento.

Locais onde o cadastramento biométrico é obrigatório:

 

Município
Eleitores
Eleitores cadastrados
AGUAÍ 25127 14511 57,8%
ALTINÓPOLIS 13390 5972 44,6%
ARAÇOIABA DA SERRA 23808 11031 46,3%
AREIAS 3474 1687 48,6%
AURIFLAMA 11515 6376 55,4%
BILAC 6344 4700 74,1%
BOTUCATU 102804 67383 65,5%
CABRÁLIA PAULISTA 4130 1479 35,8%
CAIABU 3590 2088 58,2%
CANANÉIA 10263 4121 40,2%
CANITAR 3901 1821 46,7%
CATANDUVA 89859 60183 67,0%
CHAVANTES 9606 3963 41,3%
CORONEL MACEDO 4345 2094 48,2%
CUNHA 19458 8025 41,2%
DESCALVADO 25610 15042 58,7%
DIVINOLÂNDIA 10301 7508 72,9%
ELISIÁRIO 2815 1935 68,7%
FLOREAL 2793 1044 37,4%
GABRIEL MONTEIRO 2672 1746 65,3%
GASTÃO VIDIGAL 3209 1470 45,8%
GENERAL SALGADO 8921 4830 54,1%
GUARÁ 15310 8581 56,0%
GUARANI D'OESTE 1727 818 47,4%
GUARARAPES 24803 10070 40,6%
GUARULHOS 908128 447313 49,3%
GUZOLÂNDIA 3818 2400 62,9%
INDIANA 4390 1730 39,4%
INDIAPORÃ 3301 1080 32,7%
INÚBIA PAULISTA 3180 1955 61,5%
ITATINGA 14368 9135 63,6%
JERIQUARA 3378 1154 34,2%
JOÃO RAMALHO 3747 1977 52,8%
JUNQUEIRÓPOLIS 14364 8989 62,6%
LAGOINHA 5534 2609 47,1%
LUCÉLIA 14851 8702 58,6%
MACEDÔNIA 3368 891 26,5%
MAGDA 3024 1304 43,1%
MARTINÓPOLIS 19111 10532 55,1%
MERIDIANO 3907 1535 39,3%
MIGUELÓPOLIS 16775 7007 41,8%
MIRANTE DO PARANAPANEMA 14652 10713 73,1%
MONÇÕES 2223 946 42,6%
MONTE AZUL PAULISTA 15450 6955 45,0%
NHANDEARA 8198 4117 50,2%
NOVA CASTILHO 1328 533 40,1%
NOVA INDEPENDÊNCIA 3584 2195 61,2%
NOVA LUZITÂNIA 2884 1287 44,6%
OCAUÇU 3506 830 23,7%
ORIENTE 5339 1092 20,5%
OUROESTE 7838 2485 31,7%
PARAÍSO 4975 2325 46,7%
PARDINHO 5408 2821 52,2%
PEDRANÓPOLIS 2259 791 35,0%
PEDREGULHO 13717 5962 43,5%
PIACATU 4739 3158 66,6%
PIQUEROBI 3076 1291 42,0%
PIQUETE 11077 5462 49,3%
PIRATININGA 9461 4592 48,5%
PRACINHA 1474 662 44,9%
QUATÁ 10838 7097 65,5%
QUELUZ 7866 3062 38,9%
REGENTE FEIJÓ 15671 8829 56,3%
RIBEIRÃO DO SUL 3995 1970 49,3%
RIBEIRÃO DOS ÍNDIOS 2068 1137 55,0%
RIFAINA 4558 1689 37,1%
RUBIÁCEA 2505 908 36,2%
SALTO DE PIRAPORA 30102 14372 47,7%
SALTO GRANDE 7056 3075 43,6%
SANTA CRUZ DAS PALMEIRAS 23608 14997 63,5%
SANTA RITA DO PASSA QUATRO 21200 8119 38,3%
SANTO ANASTÁCIO 17038 8622 50,6%
SANTO ANTÔNIO DA ALEGRIA 6012 1565 26,0%
SÃO JOÃO DE IRACEMA 1785 642 36,0%
SÃO LUÍS DO PARAITINGA 10324 5892 57,1%
SÃO SEBASTIÃO DA GRAMA 9522 6454 67,8%
SOROCABA 469982 214297 45,6%
TACIBA 5036 2833 56,3%
TAMBAÚ 17460 10009 57,3%
TAQUARITUBA 18660 10922 58,5%
TERRA ROXA 6876 2355 34,2%
VÁRZEA PAULISTA 85911 55910 65,1%
VERA CRUZ 8711 2158 24,8%
VIRADOURO 13918 5422 39,0%
VOTORANTIM 88330 36325 41,1%
2.465.239 1.243.669

 (Atualizada em 8/11)

 

Mais informações:
Central de Atendimento ao Eleitor148* (não realiza agendamento para biometria)
* custo de ligação local em todo o Estado
 

A biometria é uma tecnologia que confere ainda mais segurança à identificação do eleitor no momento da votação. Acoplado à urna eletrônica, o leitor biométrico confirma a identidade de cada pessoa por meio das impressões digitais, armazenadas em um banco de dados da Justiça Eleitoral e transferidas para as urnas eletrônicas.

Para que o eleitor seja identificado por meio da digital nas eleições, é necessário o prévio cadastramento no sistema: no ato do atendimento em cartório ou em posto da Justiça Eleitoral. O procedimento envolve a coleta das impressões digitais dos dez dedos, fotografia e assinatura digitalizada de cada pessoa, além da atualização dos dados constantes no cadastro.

Até maio de 2017, 7.467.857 eleitores (aproximadamente 22,7% do eleitorado paulista) já haviam feito a identificação biométrica no Estado – 2.813.928 desses na capital (31,4% dos eleitores da cidade).

O cadastramento biométrico pode ser feito em todo o Estado de São Paulo, porém sem obrigatoriedade (confira no link acima AONDE IR E O QUE LEVAR onde a biometria é obrigatória). Os cartórios eleitorais atendem somente mediante agendamento, para evitar filas e agilizar o atendimento ao eleitor. Os endereços dos cartórios eleitorais podem ser consultados aqui.

Algumas unidades do Poupatempo possuem posto de atendimento da Justiça Eleitoral e, ao contrário do que ocorre nos cartórios eleitorais, não é necessário agendar.

Implantação no Estado 

O cadastramento biométrico foi estendido para todo o Estado em 2015, sem obrigatoriedade de comparecimento. Os mais de 32 milhões de eleitores de São Paulo têm à disposição 425 cartórios – 58 na capital e 367 no interior – devidamente preparados e aptos a coletar dados biométricos dos cidadãos. A implantação da biometria no Estado, porém, foi realizada em etapas, devido ao expressivo número de eleitores.

O primeiro município paulista a utilizar o sistema biométrico de identificação foi Nuporanga (4.928 eleitores), nas eleições de 2010. Na sequência, Sales Oliveira (7.309 eleitores), Itupeva (31.426 eleitores) e Jundiaí (255.162 eleitores) passaram pela coleta de dados biométricos com revisão de eleitorado e, em 2012, já tiveram eleições municipais com identificação biométrica.

Entre 2013 e 2014, 11 municípios paulistas passaram pelo mesmo procedimento: Águas de São Pedro, Analândia, Corumbataí, Embu das Artes, Ipeúna, Itirapina, Louveira, São Pedro, Santa Gertrudes, Santa Maria da Serra e Vinhedo somaram 614.030 eleitores cadastrados. Dessa forma, nas eleições gerais de 2014, 15 municípios paulistas utilizaram a biometria para confirmar a identidade do eleitor no momento do voto.

Municípios com votação biométrica:

MUNICÍPIO ELEITORADO*
Águas de São Pedro 3.629
Analândia 4.360
Corumbataí 3.064
Embu das Artes 171.332
Ipeúna 5.119
Itirapina 9.361
Itupeva 38.397
Jundiaí 290.438
Louveira 31.326
Nuporanga 5.758
Sales Oliveira 7.934
Santa Gertrudes 16.625
Santa Maria da Serra 4.114
São Pedro 24.337
Vinhedo 55.349
TOTAL 671.143

* atualizado em agosto/2017


Municípios com votação biométrica híbrida

Em 2016, 15 municípios que iniciaram o cadastramento biométrico não obrigatório adotaram a votação híbrida: os eleitores desses locais que já tinham feito a identificação biométrica foram identificados pelas digitais, e aqueles que ainda não haviam atualizado o cadastro se identificaram da forma convencional (apresentação de documento com foto e assinatura no caderno de votação).

MUNICÍPIO

ZONA
ELEITORAL

ELEITORADO
APTO
ELEITORADO
COM BIOMETRIA*
Cerquilho 355 32.181 12.952
Espírito Santo do Pinhal 91 33.717 5.340
Santo Antônio do Jardim 91 5.418 484
Biritiba Mirim 319 23.299 3.063
Guararema 319 23.619 3.096
Mogi das Cruzes 74; 287; 319 297.450 42.586
Guatapará 293 5.458 673
Ribeirão Preto 108; 265; 266; 
293; 305; 322
429.392 60.196
Santa Bárbara D'Oeste 186 138.064 17.642
Alumínio 131 14.442 1.783
Araçariguama 131 15.383 2.440
Mairinque 131 36.863 6.301
São Roque 131 58.225 10.700
São Vicente 177; 340 251.743 25.034
Socorro 136 29.111 5.431
TOTAL 1.394.365 197.721

*última atualização: agosto/2017

 

Atualmente, 85 municípios passam pela biometria obrigatória.

Região metropolitana

A cidade de São Paulo, que tem quase nove milhões de eleitores, iniciou o cadastramento biométrico de forma gradativa e não obrigatória em 2011, com a participação de 14 cartórios eleitorais. Em 2013, o projeto foi estendido a todas as 58 zonas eleitorais da capital e também aos municípios de Guarulhos, São Bernardo do Campo e Osasco. Carapicuíba e Diadema adotaram, em 2014, o mesmo procedimento de cadastramento gradativo.

 

Mais informações:
Central de Atendimento ao Eleitor148* (não realiza agendamento para biometria)
* custo de ligação local em todo o Estado

Os 425 cartórios eleitorais do Estado já fazem a identificação biométrica – o atendimento é realizado mediante agendamento. Os endereços podem ser consultados aqui.

O horário de atendimento nos cartórios eleitorais é de segunda a sexta-feira, das 12 às 18 horas.

Posto Anhangabaú em São Paulo

O eleitor da cidade de São Paulo e de todo o Estado podem ser atendidos no Posto de Biometria Anhangabaú, de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas. O endereço é Rua Dr. Falcão Filho, 121, Anhangabaú (ao lado do metrô Anhangabaú), São Paulo. A Justiça Eleitoral recomenda o agendamento de horário.

Poupatempo
A Justiça Eleitoral possui diversos postos de atendimento em unidades do Poupatempo. Em todos eles, não há necessidade de agendar o atendimento.
As unidades do Poupatempo do Estado de São Paulo com postos da Justiça Eleitoral atendem moradores de todo o Estado. Assim, por exemplo, um cidadão de Campinas pode solucionar pendências eleitorais no Poupatempo Lapa.

Biometria obrigatória: locais e horários

Eleitores de 85 municípios, que passam pela biometria obrigatória, podem fazer o cadastramento das digitais nos cartórios eleitorais e nas unidades do Poupatempo com serviços da Justiça Eleitoral. Das 85 cidades, sete disponibilizam também outros locais de atendimento (é necessário agendar). Confira:

Os eleitores de Guarulhos são atendidos no Posto de Atendimento Eleitoral (a partir de 10/07/2017), de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas. O endereço é Avenida João Veloso da Silva, 1181 – Cidade Jardim Cumbica.

Os eleitores de Sorocaba, Araçoiaba da Serra e Salto de Pirapora são atendidos na Postode Atendimento no shopping Esplanada Iguatemi, de segunda a sexta-feira, das 9 às 18h. O endereço do shopping é  av. Izoraida Marques Peres, 401.

Em Catanduva, a biometria está sendo realizada exclusivamente na Posto de Atendimento, na rua Rio de Janeiro, n.º 100 (prédio anexo à Estação Cultura, antiga estação de trem), de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas.

Os eleitores de Botucatu, Itatinga, Pardinho e Várzea Paulista são atendidos nos cartórios eleitorais em uma estrutura ampliada para a realização do cadastramento biométrico obrigatório, de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas.

Documentos

Para o atendimento, é preciso levar:
1) Comprovante de endereço em nome do eleitor (conta de luz, ou conta bancária, ou conta de telefone, etc, desde que contenha nome e endereço e seja recente).
2) Um dos documentos de identificação abaixo:
- RG original ou
- carteira de trabalho e previdência social ou
- carteira profissional emitida por órgão criado por lei federal (OAB, CRM, CREA, etc) ou
- certidão de nascimento ou
- certidão de casamento.
ATENÇÃO: Não será aceita a carteira nacional de habilitação (CNH) para o primeiro título de eleitor por não conter nacionalidade/naturalidade. O passaporte somente será aceito se for o modelo que contenha também a filiação. Todo documento apresentado deve conter nome atual e sem abreviaturas (inclusive de filiação), caso contrário, deverá ser apresentado documento complementar que contenha o nome completo.
3) Comprovante de quitação do serviço militar (homens com idade entre 18 e 45 anos) para o primeiro título.
4) Título de eleitor ou comprovantes de votação, se tiver.

 

Mais informações:
Central de Atendimento ao Eleitor148* (não realiza agendamento para biometria)
* custo de ligação local em todo o Estado 

1) O que é a biometria na Justiça Eleitoral?

A biometria é uma tecnologia que confere ainda mais segurança à identificação do eleitor no momento da votação. Acoplado à urna eletrônica, o leitor biométrico confirma a identidade de cada pessoa por meio das impressões digitais, armazenadas em um banco de dados da Justiça Eleitoral e transferidas para as urnas eletrônicas.

 

2) Quantos municípios já completaram a coleta dos dados biométricos de seus eleitores?

No total, 15 municípios passaram pelo cadastramento biométrico obrigatório e já utilizaram a biometria nas últimas eleições. Em 2016, esses municípios somaram 663.673 eleitores aptos.

Municípios com votação biométrica >>

MUNICÍPIO ELEITORADO*
Águas de São Pedro 3.629
Analândia 4.360
Corumbataí 3.064
Embu das Artes 171.332
Ipeúna 5.119
Itirapina 9.361
Itupeva 38.397
Jundiaí 290.438
Louveira 31.326
Nuporanga 5.758
Sales Oliveira 7.934
Santa Gertrudes 16.625
Santa Maria da Serra 4.114
São Pedro 24.337
Vinhedo 55.349
TOTAL 671.143

 * atualizado em agosto/2017

Biometria nas eleições:

Eleições 2010

Eleições 2012

Eleições 2014

Eleições 2016

 

3) Quantos eleitores possuem cadastro biométrico no Estado e nos seus respectivos municípios?

Tais informações poderão ser acessadas neste link.


4) Os cartórios do Estado já instalaram equipamentos biométricos e têm coletado os dados dos eleitores à medida que eles procuram esses cartórios. Os eleitores desses municípios vão votar com a biometria nas próximas eleições?

Em 2016, 15 municípios que iniciaram o cadastramento biométrico não obrigatório adotaram a votação híbrida: os eleitores desses locais que já tinham feito a identificação biométrica foram identificados pelas digitais, e aqueles que ainda não haviam atualizado o cadastro se identificaram da forma convencional (apresentação de documento com foto e assinatura no caderno de votação).

Para as próximas eleições, já há a previsão de que mais 85 municípios paulistas utilizem a votação pela biometria.

Votação híbrida >>

MUNICÍPIO

ZONA
ELEITORAL

ELEITORADO
APTO
ELEITORADO
COM BIOMETRIA
Cerquilho 355 31.562 2.012
Espírito Santo do Pinhal 91 34.279 3.966
Santo Antônio do Jardim 91 5.520 361
Biritiba Mirim 319 23.626 2.142
Guararema 319 23.875 2.184
Mogi das Cruzes 74; 287; 319 296.954 19.800
Guatapará 293 5.562 580
Ribeirão Preto 108; 265; 266; 
293; 305; 322
435.503 36.565
Santa Bárbara D'Oeste 186 139.350 10.872
Alumínio 131 14.737 1.184
Araçariguama 131 15.510 1.583
Mairinque 131 37.183 2.839
São Roque 131 58.633 5.671
São Vicente 177; 340 256.517 15.676
Socorro 136 29.373 2.196
TOTAL 1.408.184 107.631

 

5) As digitais de quais dedos são cadastradas? Qual dedo é usado para autenticação na hora da votação?

O eleitor, quando comparece ao cartório, cadastra os dez dedos das mãos, tira uma fotografia e cadastra uma assinatura digitalizada. Porém, somente os polegares e indicadores são utilizados para confirmar a identidade do eleitor no momento do voto. O eleitor posiciona qualquer um desses quatro dedos no leitor. O sistema faz até quatro tentativas de reconhecimento das digitais. 
Quem vota com identificação biométrica não precisa assinar o caderno de votação, que contém, ainda, fotografia do eleitor que já fez o cadastro.

 

6) Se não é possível a autenticação, por erro da digital ou outra dificuldade, qual o procedimento?

Quando não é possível confirmar a identidade do eleitor pela sua digital, o mesário verifica novamente os documentos do eleitor e confirma os dados informados, para garantir que não houve equívoco. Se confirmada a identidade do eleitor, mesmo não havendo o reconhecimento biométrico, o mesário libera a votação com código próprio. Nesse caso, o fato é registrado na ata da seção e o eleitor deve assinar o caderno de votação, além de retornar posteriormente ao seu cartório eleitoral para uma nova coleta de digitais.

 

7) Os dados biométricos ficam na urna eletrônica ou são comparados com algum banco de dados remoto?

A urna não tem nenhuma conexão com rede de computadores. Todas as informações dos candidatos e dos eleitores são previamente inseridas na urna eletrônica, sendo que cada urna só tem dentro dela os dados biométricos dos eleitores daquela seção específica. A urna é lacrada com lacre especial e, caso haja rompimento, a urna fica inutilizada.

 

Mais informações:
Central de Atendimento ao Eleitor148* (não realiza agendamento para biometria)
* custo de ligação local em todo o Estado