Propaganda intrapartidária é permitida a partir de 5 de julho

Trata-se da propaganda realizada por filiado de partido político, voltada a seus correligionários, no intuito de ser escolhido como candidato em pleito eletivo

TRE-MT ELEIÇÕES TSE

A partir desta quinta-feira (5), é permitido ao postulante a candidatura realizar propaganda intrapartidária com vista à indicação de seu nome como candidato pelo partido político. A previsão está no art. 36, § 1º, da Lei nº 9.504/1997 (Lei das Eleições), que traz uma ressalva: essa espécie de propaganda é autorizada nos 15 dias que antecedem a data definida pelo partido para a escolha do candidato.

A escolha é realizada durante a convenção partidária, que, conforme o art. 8º da mesma lei, deve ocorrer no período de 20 de julho a 5 de agosto do ano eleitoral. Portanto, considerando-se que as agremiações estão autorizadas a marcar a convenção a partir do dia 20, a quinzena anterior começa exatamente em 5 de julho.

A propaganda intrapartidária diz respeito àquela realizada por filiado de partido político, voltada a seus correligionários, no intuito de ser escolhido como candidato em pleito eletivo.

Segundo a legislação, nessa propaganda é vedado o uso de rádio, televisão e outdoor. Para a sua divulgação, além da mala direta aos filiados, permite-se a afixação de faixas e cartazes em local próximo ao da convenção, com mensagem direcionada aos convencionais. É importante ressaltar que, tão logo seja realizada a convenção, o material de propaganda intrapartidária deverá ser imediatamente retirado.

Saiba mais sobre propaganda política e suas espécies no link.

 

Siga nosso twitter oficial @trespjusbr

Curta nossa página oficial no Facebook www.facebook.com/tresp.oficial

 

Últimas notícias postadas

Recentes