Youtube
facebook
Twitter
Rss
Flickr

Imprensa

17 de março de 2017 - 19h45

Cartaz de prestação de contas, com carimbo da Justiça Eleitoral descrito a palavra desaprovada

TRE desaprova contas de diretório regional do PRP

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) desaprovou as contas do diretório regional do PRP (Partido Republicano Progressista de São Paulo) referente ao exercício financeiro de 2012 na tarde desta sexta-feira (17). A Corte determinou a suspensão das cotas do fundo partidário por cinco meses.

Nesta sessão, o plenário decidiu, ainda, pela manutenção da desaprovação de contas do do PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) de Indaiatuba e do PSDB (Partido da Social Democracia) de Pirapozinho. As contas de Indaiatuba se referem ao exercício financeiro de 2012 e do PSDB ao exercício de 2013 .

O tempo de suspensão das cotas do fundo partidário dos dois partidos foi reduzido pelo TRE para três meses. Essa sanção estava prevista na Lei 9.096/95 (Lei dos Partidos Políticos) antes da reforma eleitoral em 2015 (Lei 13.165/15).

Conforme o artigo 32 da Lei 9.096/95, os partidos políticos estão obrigados a enviar, anualmente, à Justiça Eleitoral, o balanço contábil do exercício financeiro até o dia 30 de abril do ano seguinte.

Das decisões, cabem recursos ao TSE.

 

Acesse:

Processo (Pirapozinho): 15-42

Processo (Indaiatuba): 135-75

Processo (São Paulo): 146-58

 

Curta nossa página oficial no Facebook www.facebook.com/tresp.oficial

Siga nosso twitter oficial @trespjusbr

Gestor Responsável: Seção de Jornalismo +